Pesquisar neste blog:

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

MOMENTO GOURMET: RISOTO DE CAMARÃO


Depois de algumas semanas, finalmente retornamos à série MOMENTO GOURMET.

Hoje compartilharemos um prato que está entre os meus preferidos, principalmente pelo fato de termos CAMARÃO entre os ingredientes: RISOTO DE CAMARÃO! Fácil, delicioso e rápido de fazer! Siga os passos: 




Entrada: Crackers com Cream Cheese e Geléia de Damasco

Prato Principal: Risoto de Camarão

Sobremesa: Sobremesa Real

Vinho: Para início das atividade Vinho Branco Sul Africano Nederburg, da uva Shardonay, seguindo a mesma linha os demais.




Crackers com Cream Cheese e Geléia de Damasco

Para 5 pessoas

Ingredientes

40 Crackers 
1/2 pote de Cream Cheese
1/3 de Geléia de Damasco

Modo de Fazer

Faça camadas de Crackers, Cream Cheese, Crackers, Geléia de Damasco, Crackers, Cream Cheese e Crackers. Consuma imediatamente para que eles mantenham o crocante.

Risoto de Camarão

Para 5 pessoas

Ingredientes

500g de Arroz Arbóreo
800g de Camarão médio, descascados, limpos e pré-cozidos
1 Colher de manteiga
1 taça de vinho branco
3 Caldos de Legumes
1 Litro de Água
100gramas de uvas passas brancas
Suco de 4 limões
Azeite para dourar os camarões
Sal a gosto
Pimenta do Reino a gosto
Alecrim e parmesão para decorar

Modo de Fazer

Retire o suco dos limões em um recipiente. Acrescente os camarões, mexendo de forma que o suco regue todos os camarões. Acrescente sal e pimenta do reino a gosto. Reserve.

Depois que o camarão descansar por uns 10 minutos para absorver o tempero, ferva um litro de água com os 3 caldos de Legumes, até que todos os cubos derretam. Reserve.

Em uma frigideira, acrescente um fio de Azeite, o suficiente para dourar os camarões. Doure os camarões, de forma rápida, para não deixá-los borrachudos. Reserve.

Em uma panela maior, acrescente uma colher de manteiga e deixe até que a mesma derreta. Acrescente o arroz arbóreo e mexa até que a manteiga incorpore o arroz. Após, acrescente a taça de vinho branco, mexa e deixe evaporar. Quando evaporar, acrescente 1/3 da água. Depois que quase secar, acrescente mais 1/3, e assim, mais 1/3. Quando estiver ainda bem molhado, acrescente uvas passas brancas, os camarões, e desligue o fogo.





Por fim, em uma vasilha pequena e redonda, coloque o risoto e vire no prato que servir, para ficar em formatos idênticos. Decore com um galho de alecrim e parmesão ralado.





Sobremesa Real

Para 5 pessoas

Ingredientes

2 latas de leite condensado
2 medidas da mesma vasilha de Leite
8 colheres de sopa de chocolate em pó
4 gemas de ovos
2 colheres de maisena derretidas em dois dedos de leite



Modo de fazer

Faça uma calda de chocolate, utilizando 1/3 da lata de leite condensado, a mesma quantidade de leite, 2 colheres de chocolate. Misture em uma panela, até que fique na consistência de calda. Acrescente no fundo de uma forma de pudim e reserve.

Coloque em uma panela, o restante do leite condensado, a mesma medida de leite, uma colher de maisena derretida em leite, e 4 colheres de chocolate em pó. Mexa devagar até chegar à consistência de creme. Desligue o fogo, e coloque por cima da calda de chocolate. Reserve.

Por último, acrescente em uma panela uma lata de leite condensado, a mesma medida de leite, 4 gemas de ovos peneiradas, uma colher de maisena dissolvida em leite. Mexa até ficar homogêneo, alcançando o ponto de creme. Despeje sobre o outro creme, e coloque no refrigerador até que fique na consistência de sorvete.

Como a Fabiane preparou na hora do almoço de sexta feira, e nosso Momento Gourmet foi a noite, não gelou o suficiente. O bom é ficar bem gelado.

Retire do freezer 30 minutos antes de servir, e desenforme em um prato raso e grande.

BOM APETITE!!

Para conhecer alguns outros posts MOMENTO GOURMET:

- CAÇÃO ENSOPADO, clique aqui

- NOITE DE QUEIJOS E VINHOS, clique aqui

- BATATA SUIÇA RECHEADA COM CREME DE CAMARÃO, clique aqui

- MEDALHÃO DE FILÉ AO MOLHO DE MORANGO E ARROZ À PIEMONTESE, clique aqui

- BATATAS ASSADAS COM MOLHO DE FRANGO AO GORGONZOLA clique aqui

domingo, 27 de janeiro de 2013

A EXPERIÊNCIA DE ASSISTIR UM JOGO DO ATLÉTICO MINEIRO NO ESTÁDIO INDEPENDÊNCIA - BELO HORIZONTE/MG

Há tempos pensava em escrever um post compartilhando a experiência de assistir a um jogo do Atlético/MG no Estádio Raimundo Sampaio, mais conhecido como Estádio Independência - Belo Horizonte/MG. 

Apenas a título de curiosidade, o nome Independência é oriundo do Sete de Setembro Futebol Clube, clube licenciado e que deu origem ao nome atual. Atualmente tem a capacidade para 23.018 pessoas, com a previsão de aumento para 30.000 ainda em 2013.

As obras do atual Estádio tiveram início no dia 22 de janeiro de 2010 e sua reinauguração ocorreu no dia 25 de abril de 2012 no amistoso entre o América/MG x Argentinos Júniors. Atualmente existe parceria entre o Clube Atlético Mineiro e a empresa BWA, por 10 anos, sendo que 45% de todo resultado líquido apurado pela BWA é repassado ao Galo Mineiro.  

A experiência que passo a relatar ocorreu no dia 12 de agosto de 2012, domingo, pela 16 rodada do Campeonato Brasileiro, entre Atlético/MG x Vasco, respectivamente líder e vice-líder na ocasião. A equipe escalada para acompanhar o clássico era composta por 4 valorosos guerreiros atleticanos, que aguardavam com ansiedade mais uma vitória do esquadrão alvinegro. 


Iniciamos as atividades na região da Savassi, degustando algumas cervejas e analisando as diversas variáveis que poderiam contribuir para o resultado do jogo. Haviam rumores de uma discussão ferrenha entre o craque Ronaldinho Gaúcho e o Presidente Alexandre Kalil, mas a expectativa era das melhores, pois o time encontrava-se embalado e confiante em mais uma vitória.

De lá seguimos a rota até o Estádio Independência, onde sugerimos o trajeto Av Brasil/Av Contorno, concluindo tratar-se do melhor trajeto até o Estádio, localizado nas imediações da Av Silviano Brandão, região do Horto/BH/MG.   



A primeira dica que compartilhamos trata-se especificamente da questão do estacionamento. Àqueles que decidirem o deslocamento de carro, sugerimos estacionar nas imediações da Praça Santa Tereza e seguir o restante do trajeto a pé, por dois motivos: a enorme quantidade de furtos e arrombamentos nas imediações do estádio e a quantidade exorbitante dos famosos "Flanelinhas", que simplesmente tem como objetivo extorquir dinheiro dos torcedores

Nas proximidades da Praça Santa Tereza encontra-se localizado o 16 BPM, responsável pelas ações e operações de segurança pública da região, fato inibidor da criminalidade. A avenida Silviano Brandão conta com diversos pontos de ônibus e uma estação de metrô como alternativas de transporte público.   

Nas imediações e adjacências do Estádio é fácil encontrar pessoas que residem no local e nos dias de jogos "alugam" a garagem como estacionamento pelo preço módico de R$ 20,00 a R$ 30,00. É uma alternativa curiosa!



Estacionamos o veículo nas proximidades da Praça Santa Tereza e iniciamos o deslocamento de cerca de 8 minutos até Av Silviano Brandão, já pensando em mais uma breja pré jogo nos bares ali localizados, onde destacamos a Cantina da Ana e o Chef Túlio como pontos estratégicos de aglomeração pré e pós jogo. No trajeto ainda tivemos sorte e deparamos com o ônibus do time chegando ao Estádio, devidamente acompanhado de batedores da PMMG. 


Como ninguém é de ferro, chegamos cerca de 2 horas antes do início da partida, ou seja, por volta das 14hs, e continuamos os trabalhos ao lado do Cantina da Ana, degustando algumas brejas estupidamente geladas. 


Do lado oposto temos o Chef Túlio, outra ótima opção para os trabalhos cervejeiros. 


Faltando cerca de 1 hora para o início da partida, o torcedor ainda tem a opção de degustar a última cerveja pré jogo nos bares localizados no entorno do Estádio.



E finalmente, cerca de 30 minutos antes do início do duelo, adentramos ao Estádio Independência, com a certeza de uma ótima atuação e consequente vitória do time atleticano.

Eis algumas das vantagens do Sócio torcedor GALO NA VEIA: Sem filas para a compra dos ingressos, sem filas para a entrada no Estádio e a garantia de um ótimo lugar, apesar dos problemas de engenharia do Estádio que todos já conhecem.


Sugiro aos nobres torcedores a chegada com pelo menos 30 a 40 minutos de antecedência, visando conseguir os melhores assentos, que na minha opinião, estão localizados na parte central do Estádio. Evitem ficar próximo aos corredores de acesso, pois diversos torcedores "retardatários" costumam "estacionar" por ali, atrapalhando a visão de todos. 

Outra dica é evitar as extremidades laterais das arquibancadas, pois a visão do lado contrário do Estádio é muito prejudicada e o pior, o lado extremo lateral do Estádio onde o clube mandante ataca sempre encontra-se lotado de torcedores, e na mudança do intervalo do 1 para o 2 tempo há uma debandada geral exatamente para o lado oposto!     


Realmente o novo Independência ficou muito bonito, organizado, limpo, de primeiro mundo. No entanto há a necessidade urgente do aumento do número de banheiros, pois os mesmo encontram-se extremamente lotados no intervalo do 1 para o 2 tempos e as filas dos bares impraticáveis. Outro aspecto relevante são os preços dos produtos vendidos pelos ambulantes durante o jogo, onde você terá o privilégio de pagar R$ 4,00 por uma garrafa de água mineral. 



O momento da entrada do time no gramado é simplesmente fantástico!! A torcida cantando, os foguetes, os balões com o escudo do Galo!! É um momento ÚNICO e inesquecível!!

O jogo em si foi muito truncado, com o Vasco da Gama jogando fechado e tentando explorar os contra-ataques, com o Atlético dominando todas as ações do início ao fim. No segundo tempo, após linda jogada do craque Ronaldinho Gaúcho, cruzamento pela esquerda e gol de Jô!



Mais uma vitória do glorioso Clube Atlético Mineiro, que viria a ser Vice-Campeão Brasileiro 2012 com vaga garantida na Copa Libertadores da América!! Isso fica para uma outra história!

Ao final da partida, ainda tomamos a famosa saideira no restaurante BOLÃO, localizado na Praça Santa Tereza.

Para conhecer outros Estádios visitados pelo blogueiro:

- Estádio Santiago Bernabéu - Real Madrid - Clique aqui
- Estádio Camp Nou - Barcelona - Clique aqui
- Estádio Centenário - Montevidéo - Clique aqui
- Estádio do RCD Espanyol - Barcelona - Clique aqui
- Estádio Vicente Calderón - Atlético de Madrid - Clique aqui

Até a próxima!!

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

NOVAS LEIS PARA BARES E RESTAURANTES EM BELO HORIZONTE


Por João Renato Faria


Mesas deverão ter sal, açúcar, palito e canudos embalados individualmente, além de comanda para controle do consumo

O saleiro, o paliteiro e aquela briga com o garçom pela conta que veio cobrando a mais vão ficar no passado. Duas novas leis sancionadas pelo prefeito Marcio Lacerda na última quarta (16) mudarão a cara dos bares e restaurantes de Belo Horizonte. Curiosamente, os dois textos são de ex-vereadores que não foram reeleitos.




Criada por Alberto Rodrigues (PV), vereador que não se elegeu para o mandato atual, a lei 10.605 estabelece que canudos, palitos dentais, sal e açúcar sejam embalados individualmente. Na justificativa do projeto, o ex-parlamentar disse que é comum encontrar estes objetos já usados ou o sal no lugar do açúcar. A fiscalização ficará por conta da Vigilância Sanitária e quem não cumprir receberá uma advertência e uma multa, em caso de reincidência.


Já a lei 10.606, de autoria de Maria Lúcia Scarpelli (PCdoB), que também não foi reeleita, obriga os estabelecimentos a fornecerem, sempre que solicitado pelo cliente, uma comanda impressa para o controle do consumo. A papeleta deverá ser feita em duas vias, sendo que uma fica com a mesa e outra com o garçom. Um cartaz deverá ser afixado informando a existência do papel. Segundo a ex-vereadora, a ideia é diminuir as reclamações por contas que chegam às mesas cobrando valores indevidos.

Os empresários do setor receberam mal as novas regulamentações. Para o diretor-executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais (Abrasel-MG), Lucas Pêgo, as leis têm motivos nobres, mas são desnecessárias. Segundo ele, as comandas já são usadas por quem as considera necessárias. "Os erros existem, mas costumam ser resolvidos na hora, com uma conversa", diz. Já as embalagens individuais são importantes pela questão da higiene, mas não levam em consideração a realidade dos restaurantes. "O saleiro é usado no mundo inteiro, sem problema algum", diz. Na avaliação de Pêgo, as duas normas provocam gastos que acabarão repassados aos consumidores. Segundo ele, o aumento deverá ser percebido principalmente fora da região Centro-Sul, onde estão bares e restaurantes mais simples. Pelo visto, andar na linha vai doer no bolso.


- CRÉDITOS - 

VEJA BH

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

BARES E PUBS DIFERENTES EM BELO HORIZONTE


Com ares modernos e bem diferentes, alguns bares de Belo Horizonte investem em um novo formato e fogem do tradicional. Com decoração inusitada, pratos diferenciados ou nomes engraçados, esses estabelecimentos se destacam e chamam a atenção da clientela. Para fugir um pouco da rotina, o site Sou BH preparou uma lista com algumas alternativas de “Bares diferentes”, ao qual compartilhamos com vocês.  Escolha o seu preferido, reúna os amigos e divirta-se.


O nome do bar surgiu de um dos antigos apelidos do charmoso bairro Santa Tereza. O ambiente místico, com toques de magia e decoração de duendes, cogumelos e fadas chama a atenção dos frequentadores. Na parede, um grafite de floresta encantada compõem o clima e decoração do local.
O bar foi inspirado nos famosos pubs em estilo inglês. Além do espaço intimista, luz baixa e som ambiente, o Duke’n’Duke oferece diferentes alternativas em seu cardápio.
O novo espaço vem atraindo o público apaixonado por rock. A casa, localizada na região da badalada Savassi, virou ponto de encontro dos baladeiros belo-horizontinos. A casa conta com três andares, com direito a espaço gourmet, espaço para shows e jogos. A hamburgueria, localizada no primeiro andar, oferece menu diferenciado e opções de blends especiais de carnes nobres.
O Pulo do Gato funciona em local espaçoso no bairro Cruzeiro, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Logo na entrada, os clientes podem conferir um espaço dedicado ao escritor mineiro Fernando Sabino. A ideia veio dos donos, admiradores do trabalho do escritor. Além disso, o bar conta também com uma bela parreira que cobre todo espaço central do bar, onde ficam algumas mesas. Outra marca registrada do bar é o tabuleiro de xadrez e o jogo de dardo que ficam à disposição dos fregueses.
O bar é inteiramente dedicado à temática dos sapinhos e conta com mais de mil reproduções desses bichinhos espalhados pelo espaço. Localizado na região da Pampulha, o Sapão Taioba conta com área verde e ao ar livre para receber os clientes durante os dias quentes.
Os jogos de tabuleiro são a marca registrada do Soho Pub. Inspirado nos pubs nova-iorquinos, a casa oferece 90 alternativas de jogos aos clientes. A brincadeira e a noite fica completa na companhia da famosa batata frita, outro grande sucesso da casa. Para acompanhar, refrigerantes, sucos e o chopp Kaiser.
Localizado na região da Pampulha, o local recebeu este nome por reunir as qualidades de um bar e uma loja de imóveis. A casa é totalmente ornamentada com diferentes peças de demolição e artigos de decoração, e tudo está à venda. Pouca luz, a casa é marcada pelo aconchego.
Localizado na capital mineira, o Bar do Caixote faz sucesso pela decoração inusitada. No lugar das mesas e cadeiras os clientes são acomodados em caixotes. Essa ideia surgiu quando o proprietário do bar conseguiu um espaço para montar seu próprio negócio. Como não tinha condições de colocar mesas no bar, Carlinhos decidiu utilizar caixotes de madeira, objeto que deu nome ao estabelecimento.
O bar é bastante famoso na região do Prato pelo clima caseiro. Com proposta diferente, o bar funciona no quintal da casa do proprietário, Carlos Vianey, que também é o responsável pela cozinha. Não é à toa que o bar leva o nome bananeiras. As mesas ficam espalhadas sob pés de planta, que enfeitam o local. A decoração também conta com artigos rústicos que dão um charme a mais à casa.
O Bãobar Gastronomia & Arte Africana conta com uma decoração impecável.O boteco é ocupado por bancos fabricados com troncos de árvores, mesas com antigos postais, chãos coloridos e árvores, semelhantes às bananeiras, plantadas em volta.Há também espaço reservado para shows e pista de dança. A noite é embalada por ritmos africanos e muito samba.
Localizado no meio da mata do Jambreiro, em Nova Lima, o bar reúne natureza, conforto, música de qualidade e cardápio caprichado. Além disso, o Freud possui clima de fazenda. As mesas nas árvores são um dos grandes atrativos da casa.
Localizado no bairro Serra, A Tabacaria oferece grande variedade de charutos, cigarrilhas, fumos nacionais e importados. O lugar é composto por dois ambientes: uma sala de degustação e um salão. As refeições são servidas no formato buffet.
Tapetes, narguilês, painéis e objetos típicos compõem a decoração do lugar que, mesmo incorporando a tradição árabe no cardápio, também inclui tira-gostos típicos da cultura mineira de boteco.

- CRÉDITOS - 
Site SOU BH

domingo, 20 de janeiro de 2013

DICAS DE VIAGEM: VALLE NEVADO/CHILE


Em nossa última viagem ao Chile, em setembro/12, conhecemos a famosa estação de esqui do Valle Nevado. Para saber sobre nossa visita à vinícola Concha Y Toro clique aqui e para dicas para Santiago, clique aqui.


Na verdade, existem várias estações de Ski no Chile, mas as mais conhecidas são: PortilhoLa ParvaEl Colorado/FarellonesValle Nevado e Termas de Chillán. Todas as estações são compostas de pistas, aulas de Ski e oferecem aluguel de equipamentos. Mais ao sul do país, também se encontram outras estações, como a Pucón

Para conhecer mais sobre cada Estação de Ski acesse aqui.


Escolhemos Valle Nevado por ser o maior centro Ski do Chile.

Valle Nevado está localizado a 44 km de Santiago, no caminho para Farellones, foi inaugurado em 1988, contando com três hotéis com capacidade para alojar mais de 800 pessoas. O Hotel Valle Nevado possui um estilo mais refinado, com uma vista espetacular para a Cordilheira dos Andes (o valor da diária é bem salgado. Para conferir o valor das tarifas, acesse aqui.)

Como não ficamos hospedados nos Hotéis do Valle Nevado, realizamos o transporte pela empresa Turistik, que faz o transfer Hotel/Valle Nevado/Hotel, pelo valor de 21.000 pesos Chilenos, ou US$ 50,8.


Do ponto de encontro dos turistas, no Parque Arauco, o passeio dura cerca de 1h30/1h40h. E poderia ser mais rápido se não fossem as mais de 50 curvas de 180º que encontramos pelo caminho de subida à Cordilheira do Andes.

A subida, apesar de ser meio cansativa devido as curvas, possui uma paisagem exuberante! 

Quando o caminho está coberto com neve, o uso de correntes para os pneus dos veículos é obrigatório. E durante o caminho existem inúmeras pessoas que oferecem o aluguel das correntes e colocação. Acho importante para aqueles que forem por conta própria (ou seja, alugar veículo em Santiago), que se informem sobre a possibilidade da estrada estar coberta por neve ou não. Durante nossa visita, visualizamos um casal de turistas colocando as correntes nos pneus, e não estava nevando. Logo, não havia necessidade de colocá-las.

Durante a viagem, uma lista com o nome completo de todos os viajantes do ônibus é entregue à Polícia Chilena, para fins de reconhecimento em caso de acidente. 

Logo que se chega ao Valle Nevado, na recepção do Centro de Ski, você consegue comprar os Tickets de ingresso para a pista, além de realizar o aluguel de roupas, equipamentos, etc.


Sinceramente, é o pior momento do passeio!!!! Perdemos no mínimo 2 horas com esta brincadeira de compra de tickets, aluguel de roupas e equipamentos, conferência do equipamento. Já iniciamos cansados!! Sem contar que, para aqueles que irão esquiar, é obrigatório o uso da bota do Ski, que é pesada e bem difícil de se locomover.

Outros itens necessários para quem vai esquiar são: roupa impermeável, luva e óculos de sol. Jamais permaneça sem óculos, pois a neve possui um reflexo muito forte e pode causar até mesmo cegueira, dependendo do tempo de exposição.

O valor para o Ticket da pista/teleférico (das 09h às 17h) é de 39.000 Pesos Chilenos por pessoa. Sendo que o valor do aluguel do equipamento é de 24.500 pesos Chilenos por pessoa. O valor do aluguel do ticket e equipamento é de 64.000 Pesos Chilenos por pessoa.

O valor do aluguel da roupa impermeável é em torno de 21.000 Pesos Chilenos, e o aluguel do óculos custa 3.500 Pesos Chilenos. 

Caso opte por fazer aula o valor é cobrado a parte, sendo que ticket + equipamento + aula coletiva, sai por 70.000 Pesos Chilenos, por pessoa, em alta temporada.

O valor para guardarem seus pertencens é de 3.000 Pesos Chilenos. E é extremamente essencial, pois não há possibilidade de ir para a pista com bagagens, bolsas, etc...


Antes de chegar na entrada das pistas, existem alguns restaurantes e bares dos hotéis, além de alguns quiosques para lanches. Todos aceitam cartões de créditos, e o preço é também salgado. Sugiro um lanche antes das atividades cansativas da pista. A atividade exige grande esforço físico, e sem alimentação prévia, o risco de mal estar é alto.

Não fizemos aula de Ski, mas observamos algumas regrinhas que outros realizavam, como manter o equipamento um pouco fechado para ir freando. Mas, em que pese tais cuidados, os tombos foram inevitáveis!




O teleférico é utilizado tanto para passeios, quanto para transporte para outras pistas de Ski. 



O equipamento de Ski é calculado de maneira bem técnica, de acordo com altura e peso, e ajustado pelos funcionários do Valle Nevado. 




Por questões de segurança, depois que você coloca o equipamento, ele tem uma trava que só é liberada com um grande esforço. Então, em caso de quedas, fica extremamente difícil se levantar sem ajuda de outra pessoa.


E este vai e vem, carregamento de equipamento, tombos e quedas, nos remete a um calor absurdo! E na verdade, mesmo estando na neve, sentimos bastante calor. Entretanto, logo que saímos da pista, o frio também foi quase insuportável!



Uma dica para quem vai ao Valle Nevado e pretende esquiar: a agência de turismo agendou o horário de 15:45h para encontro no ônibus e retorno a Santiago. Então, saímos da pista às 14h, porque sabíamos que o stress de entrega de equipamento e roupa seria certo. E para não termos problemas com o tempo, optamos por fazer isso com um tempo de segurança. Não deixe para o último momento, a fila é extensa, a burocracia de entrega, recolhimento de caução, etc., não exime a nenhum dos visitantes. 

Por fim: SOBREVIVEMOS!!. 

Se não tivéssemos ido às pistas de Ski, talvez o arrependimento seria ETERNO. Todavia, achamos bem cansativo a locomoção com a bota, além do peso excessivo do equipamento de Ski. A "brincadeira" é ótima! 

Valores

Tranfer Hotel/Valle Nevado/Hotel: 21.000 Pesos Chilenos, por pessoa

Ticket Ski + equipamento: 64.000 Pesos Chilenos, por pessoa

Aluguel de roupa (calça, jaqueta, luvas e botas): 21.000 Pesos Chilenos, por pessoa

Aluguel de óculos: 3.500 Pesos Chilenos, por pessoa

Total: 109.500,00 por pessoa. Em torno de R$ 468,33, cotação em 08/10/2012.

Para o casal, um dia de passeio no vale nevado fica em torno de R$ 936,66

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

SCORSESE, SPIELBERG, COPPOLA E LUCAS: OS SALVADORES DE HOLLYWOOD


A foto abaixo realmente é histórica: Martin Scorsese, Steven Spielberg, Francis Ford Coppola e George Lucas, em 1996. Os salvadores de Hollywood.


No final dos anos 60, Hollywood estava em crise. Seus filmes já não faziam sucesso há quatro anos. Grandes diretores de cinema, como Alfred Hitchcock e John Ford, estavam em decadência. Muitos estúdios se encontravam à beira da falência, como a Paramount, que chegou a alugar suas dependências para escritórios de advocacia e até para festas de casamento. Esse era a situação quando uma nova geração revitalizou a indústria do cinema e transformou para sempre o modo de se produzir filmes.

Essa nova geração era composta por diretores rebeldes, como Coppola e Scorsese. “Foi a geração do Vietnã e do amor livre, a última criativa no cinema dos EUA”, diz o jornalista Peter Biskind, autor de “Como a geração do sexo, drogas e rock ’n’ roll salvou Hollywood”.” Não fosse por ela, é possível que Hollywood não existisse hoje em dia”’. 

As plateias ansiavam por algo em sintonia com os novos tempos. Filmes como "Sem Destino" se tornaram símbolos da contracultura. Nunca o cinema americano havia abordado de forma tão evidente tabus como sexo, nudez, drogas e política. A América tinha perdido a sua inocência e chegara a vez de Hollywood também perder a sua. Os jovens cineastas rebeldes tomaram conta dos estúdios. “Quem fosse cabeludo, fumasse maconha, usasse um monte de colares e vestisse calças de veludo coloridas tinha carta branca em Hollywood naquela época” diz Biskind. 




Hollywood queria lucro acima de tudo, mas aqueles diretores queriam fazer arte. E alguns deles conseguiram, ao compreenderem que o cinema dos EUA era uma arte popular e foram bem-sucedidos ao conciliar sua veia artística com os interesses financeiros dos estúdios: os principais exemplos são Coppola em O Poderoso Chefão e Scorsese em Taxi Driver. O sucesso dos novos diretores deixou os executivos surpreendidos, não somente pelo público, mas também pelas resenhas na imprensa que não podiam ser melhores. 


Porém, tanto poder não fez bem para a Nova Hollywood. Os promissores artistas começaram a colecionar fracassos, passadas suas estréias promissoras, prenunciando o colapso da geração cool, anárquica, brilhante, mas ególatra dos anos 70. Com a queda lenta dos pioneiros, diretores mais comerciais e bem-comportados, saídos das universidades de cinema, assumiram a dianteira, principalmente Steven Spielberg e George Lucas.

O marco do fim dos rebeldes se deu em 1977, quando foram lançados Guerra nas Estrelas, de Lucas, e Contatos Imediatos de Terceiro Grau, de Spielberg. Com estas duas obras, a mentalidade de Hollywood mudou. Era a revanche dos nerds contra a contracultura que tinha se tornado dominante em Hollywood. Teve início então a era dos blockbusters, que perdura até hoje.

- CRÉDITOS -

Blog IMAGENS HISTÓRICAS

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

VINHOS: TAÇAS PARA TODAS AS OCASIÕES

Uma das principais dúvidas para o apreciador de vinhos é saber qual a melhor taça para os inúmeros tipos existentes no mercado!!

 Após pequena pesquisa enumeramos abaixo algumas dicas e sugestões, visando orientar nossos leitores na arte única de degustar e apreciar essa bebida milenar:

A taça de Borgonha é ampla e arredondada, com um grande bojo curvado e uma largura com aproximadamente a mesma dimensão da altura. Possui uma grande abertura, sendo particularmente adequada para captar o refinado perfume e buquê de um Borgonha fino. Os tamanhos usuais são de 360 ou 480ml (embora algumas comportem 720ml ou mais). Claro que serve para qualquer tipo de vinho, sendo ideal para vinhos com aromas muito complexos. 



A taça de Bordeuax difere da de Borgonha por ser bem mais alta do que larga. Geralmente possui uma abertura menor do que a taça de Borgonha para captar a qualidade vinosa de um Bordeaux fino. Também é uma boa opção caso você só possa selecionar um tipo de taça. As taças de Bordeaux ou de Borgonha clássicas podem servir para todas as ocasiões. 


Uma exceção é o champanhe, que requer sua própria taça. Com uma taça de champanhe e um desses dois outros tipos de taça, você estará equipado!  Para apreciar plenamente as bolhas, verta se champanhe somente em taças com um bojo alto, estreito e afunilado, como a tradicional ‘flauta’ de champanhe. Elas costumam vir em tamanhos de 180 a 240ml e podem ser cheias até a borda. Não é preciso agitar o champanhe. Suas bolhas poderosas emitem o sabor do vinho, não sendo portanto necessário um grande espaço acima do vinho, como a maioria dos outros vinhos de mesa.




Se você é um entusiasta de vinhos brancos talvez queira experimentar a alta e esguia taça Hock, originalmente concebida para os vinhos do Reno. Se sua opção for vinho tinto, uma grande taça balão de Borgonha pode dar certa variedade à sua mesa, embora alguns bebedores de vinho achem esse tipo de taça pesado demais.

Você já deve ter visto as bojudas taças de conhaque. Seu amplo tamanho permite aos aficionados captar a essência do vinho, que flui lentamente ao nariz. As taças de conhaque dão um toque elegante à sua mesa, e esse é um caso em que maior é definitivamente melhor.

Quer você opte pelo conjunto básico ou reserve espaço para uma coleção de taças digna de um conhecedor de vinhos, as taças requerem uma atenção especial. Você não pretende quebrá-las e quer que seus vinhos tenham o melhor aspecto e sabor. Taças de vinho precisam estar absolutamente limpas, ainda mais se ficaram algum tempo no armário e pegaram poeira ou cheiro de mofo. Sempre lave suas taças antes de beber. 

Escolha um bom detergente e enxágüe-as bastante para remover qualquer resíduo de detergente. A melhor maneira de garantir que a taça está limpa é exalar ar suavemente dentro delas e, depois, cheirá-la. Quaisquer odores residuais se revelarão – você certamente não quer que eles estraguem sua experiência após verter o vinho na taça.